Do sol ao alimento, conheça a vitamina D

Estamos nos aproximando da chegada do inverno, com a sensação de frio aumentando, a tendência é de que fiquemos cada vez mais reclusos, diminuindo a exposição ao sol, falando nisso, você já ouvir falar na vitamina do Sol?


Pois bem, ela se chama Vitamina D. Uma vitamina extremamente importante para a nossa saúde. É considerada a vitamina com maior índice de deficiência em todo o mundo. A vitamina D precisa dos raios UV (raios de sol) para ser sintetizada pela nossa pele, e, para que isso aconteça é necessário expor nossa pele ao sol por ao menos 15 minutos ao dia. Também podemos obtê-la com o consumo de alimentos fontes de vitamina D, como: ovos, carnes, peixes, cogumelos, leites e derivados.


Já ouviu aquela expressão: “um dia de sol é um dia feliz?”, além de nos proporcionar calor, o sol atenua a liberação de hormônios da felicidade. Esta liberação também ocorre em dias chuvosos, mas em maior quantidade em dias de sol. Além de nos trazer a sensação de felicidade, a vitamina D também tem participação na mineração óssea, juntamente com o cálcio, fazendo com que diminua o risco de fraturas.


É possível mensurar a quantidade de vitamina D no corpo?


Sim, é feito por meio de exame de sangue. A maior parte das pessoas não apresenta sintomas pela deficiência de vitamina D, com isso, torna-se difícil identificar a sua ausência. O ideal é de que se faça a exposição diária ao sol, em alguns casos, após a avaliação médica ou do nutricionista, inicia-se a medicação. É importante que sempre seja feita com o auxílio de um profissional da área da saúde e nunca sozinhos, pois cada dose é individual e cada pessoa necessita de doses diferentes.

Exponha-se ao sol e seja mais feliz.


Por Nutricionista Taisa Cristine Titz