Afinal, hipnose funciona?

Apesar de aparecer muito nos anos 90 em programas de auditório, e ser um fenômeno no Youtube, a verdade é que a Hipnose ainda é pouco conhecida no Brasil

Por isso, é obvio que muita confusão ocorre sobre essa ferramenta tão fantástica. E a primeira confusão que a maioria das pessoas faz, é em relação à terapia. Então, vamos responder a uma pergunta clássica: “É Possível tratar depressão com hipnose?”.

A resposta é sim e não.

Isso porque na verdade a hipnose é uma excelente ferramenta para utilizar na terapia, mas não basta por si só. Hipnose não é terapia. Freud utilizou a hipnose sem um processo terapêutico e não deu certo.

Existe a crença de que basta colocar a pessoa em transe e repetir algumas vezes: “Você não tem mais depressão, você se sente muito bem e feliz”. Isso é o que chamamos de sugestão direta e funciona por alguns minutos ou até mesmo algumas horas. É o que usamos no Street, aquele show na rua que todo hipnólogo precisa fazer para ficar bom. Esquecer o nome, esquecer um número, ver o ídolo.

Na clínica é um pouco diferente. A hipnose não é uma abordagem terapêutica, mas sim um catalisador de terapias.

Eu gosto muito de usar o exemplo da fobia de elevador. Imagine uma pessoa com fobia de elevador, na terapia a técnica mais utilizada é de aproximações sucessivas, existem outras, mas vou usar essa no exemplo. A pessoa sai da clínica e vai até o elevador, aperta o botão e espera ele abrir, fica apenas olhando até ele fechar, a pessoa vai embora sentindo aquela sensação de taquicardia, mãos suadas. Esse processo se repete até que a pessoa se acostume com elevador e consiga entrar nele e sair antes da porta fechar. O processo se repete até que a pessoa consiga entrar e ver a porta fechar, e assim vai acontecendo até que finalmente o indivíduo com fobia consiga andar no elevador.

Nesse meio tempo se passaram semanas ou provavelmente meses. Uma consulta por semana ou a cada quinze dias, e lá se vai uma boa grana. É claro que é um dinheiro bem investido, afinal você superou sua fobia. Mas, é um processo longo e doloroso. E é aqui que a hipnose entra e faz a mágica. Esse processo demorado pode ser feito em apenas uma sessão, e tudo isso acontece dentro da sua mente de forma controlada e segura. Você visualiza tudo isso acontecendo, e normalmente, consegue resultados incríveis em apenas uma sessão.

-Aqui entra um detalhe ético, nem todo mundo tem os melhores resultados possíveis tão rápido assim, e devemos explicar tudo isso ao cliente. Em alguns casos não basta apenas tratar a fobia, é possível que tenham outros problemas que possam estar causando esse medo exagerado.

A hipnose continua sendo usada se for preciso outras abordagens terapêuticas, toda terapia pode ser usada coma hipnose. O resultado é um processo terapêutico rápido e eficiente. Em resumo podemos dizer que hipnose não é terapia, e com certeza podemos dizer que hipnose associada a um processo terapêutico é muito eficiente.

Legal, então a cura é garantida?

Não, e esse é o tema do próximo artigo.